logo

Rua

  • 2015

    Rua

A rua é abertura.
A rua inventa línguas, tipos; ela abriga os miseráveis e ela empresta a sua cena aos artistas que a tomam como refúgio.
A vagabundagem é uma excelente invenção da rua.
A rua inventou a classe, a raça, a angústia, o sangue.
Da rua ninguém escapa, todo (o) mundo vai à rua. Ela agrupa os homens, as mulheres, as outres, as crianças, as manifestações sórdidas. Ela está aí para nós; e nós acreditamos nos tornar Nós quando nos juntamos nas ruas. Mentira.
A rua seleciona, divide, limita, impede, dita.
A rua não é a estrada. A rua não quer o mundo, ela se contenta com a cidade. E na cidade, milhares de poetas. Os poemas, todos pulverizados.
As rugas; as ruas são como rugas de um rosto: as ruas do rosto e as rugas do chão da cidade.
Se eu digo que a rua tricota com o Céu, eu não exagero em nada. Eles tem, os dois, essa potência de sentir as coisas, os seres, as matérias pobres. A por-se a nu.
Esta Rua, a que eu pretendo propor aqui é aquela que sai à caça imparável dos sonhos que os edifícios nos roubaram.

CIRCULAÇÃO

MAINZ, Alemanha, 19 junho 2022, Tanzkongress 2022.
METZ, França, 4 e 5 setembro 2021, Passages Festival.
VAL D'OISE, França, 20 maio 2021, Fondation Royaumont.
ROMA, Itália, 9 e 10 setembro 2020, Short Festival
BASILÉIA, Suíça, 29 e 30 Agosto 2020, Teaterfestival Bâle.
OSLO, Noruega, 7 e 8 Março 2020, Oslo Internasjonale Teaterfestival.
TOURS, França, 18 janeiro 2020, Festival écoute/voir, CDN Tours.
CAEN, França, 8 novebro 2019, Centre Chorégraphique National de Caen.
MONTPELLIER, França, 5 outubro 2019, Centre Chorégraphique National de Montpellier ICI.
DIJON, França, 15 setembro 2019, Musée des Beaux-Arts.
CURITIBA, Brasil, 30 julho 2019, Museu Paranaense.
FLORIANÓPOLIS, Brasil, 28 julho 2019, Sesc-Prainha.
ITAJAÍ, Brasil, 27 julho 2019, Sesc-Itajaí.
JOINVILLE, Brasil, 26 julho 2019, Sesc-Joinville.
CONCÓRDIA, Brasil, 24 julho 2019, Sesc-Concórdia.
CHAPECÓ, Brasil, 23 julho 2019, Sesc-Chapecó.
LAUSANNE,Suíça, 12 e 13 julho 2019, Festival de la cité.
DIJON, France, 15 setembro 2019, Musée des Beaux-Arts.
PORTO, Portugal, 2 de junho 2019, Fundação Serralves, Serralves em Festa.
CLUNY, France, 18 maio 2019, Musée de Cluny.
NANTES, France, 11 et 12 abril 2019, Dance Park, Lieu Unique.
LISBOA, Portugal, 17 março 2019, BOCA, Biennial of contemporary arts.
BRAGA, Portugal, 16 março 2019, BOCA, Bennial of contemporary arts.
RENNES, França. 17 et 18 novembro 2018, À Cris Ouverts - Biennale d'Art Contemporain.
ESSEN, Alemanha. 22 setembro 2018, Muséum Folkwang.
TOULON, França. 15 setembro 2018, Festival Constellations.
GUINGAMP, França. 11 Agosto 2018, Festival Lieux Mouvants.
BELFORT, França. 5 Julho 2018, Festival Eurockeenes + CCN-Belfort.
BAZOUGES-LA-PÉROUSE, França. 29 Junho and 1 Julho 2018, Festival Extension Sauvage.
BONDY, França. 23 maio 2018, Collège Pierre Brossolette.
POITIERS, França, 29 e 30 março 2018, Festival A Corps.
OLLIOULES, França. 27 março 2018, Théâtre de Chateauvallon.
SAINT-DENIS, França. 1 outubro 2017, Musée d'art et d'histoire.
VITRY-SUR-SEINE, França. 29 setembro 2017, La Briqueterie, Théâtre Jean Vilar de Vitry-sur-Seine.
LONDE LES MAURS, França. 27 julho 2017, Figuière Festival.
MALAGA, Espanha. 24 junho 2017, Centre Pompidou.
CLERMONT-FERRAND, França. La Tôlerie, 10 mai.
SAINT-DENIS, França. Université Paris 8, 27 mars 2017.
BORDEAUX, França. Festival 30/30, 27 e 28 janeiro 2017.
PARIS, França, 15 junho 2017, Centre Pompidou.
MARSEILLE, França. Festival Parallèle, 25 janeiro 2017.
BARCELONA, Espanha. Festival Sálmon, 3 dezembro 2016.
VILA DO CONDE, Portugal. Festival Circular de Artes Performativas, 24 de setembro de 2016.
PARIS, França. Collège des Bernardins. 11 junho de 2016, Biennale du Divers.
COLMAR, França. Musée Unterlinden, 27 de fevereiro de 2016.
PARIS, França. Ménagerie de Verre, 4 e 5 dezembro de 2015, Les Inaccoutumés.
PARIS, França. Museu do Louvre, 23 de outubro de 2015, FIAC (Foire International d’Art Contemporain) Criação.

 

Coreografia
Volmir Cordeiro
Performance
Volmir Cordeiro & Washinton Timbó
Percussão
Washington Timbó
Figurino
Vinca Alonso & Volmir Cordeiro
Produção
Donna Volcan
Co-produção: Ménagerie de Verre
Com o apoio de
Musée du Louvre, Laboratoires d’Aubervilliers, LE CND - Un centre d’art pour la danse, ICI - CCN Montpellier / Languedoc-Roussillon Agradecimentos à Marcella Lista e Marcela Santander Corvalan’
Duração
1h

 

IMPRENSA

Pascaline Vallé, JETEM, 91,2, Rencontre avec Volmir Cordeiro

Toute Ma Culture, Gestes dans la pierre

Les Eurockéennes

Aurélie Charon, Une vie d'artiste, France Culture,

Le Télégramme, Lieux Mouvants quels voyages

La Nouvelle Republique, Festival À Corps...

Marie Godfrin-Guidicelli, Zibeline, Tempête sous le crane de Volmir Cordeiro 

Wilson Le Personnic, Ma Culture, Rue Volmir Cordeiro

Guillaume Rouleau, Ma Culture,

Gérard Mayen, Thomas Hahn, Danser Canal Historique, Volmir Cordeiro, Rue

Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle
Performance dans la cour Marly du Musée du Louvre dans le cadre du cycle