You can enable/disable right clicking from Theme Options and customize this message too.
logo
logo

Céu

Céu

2012

O céu é um espaço infinito que abarca tudo. O céu garante o andamento das coisas. O céu deixa vir. Escolhi chamar este solo Céu porque o céu não privilegia ninguém, nenhum momento, nenhum ser. Do céu, eu retirei a abertura como principal virtude, e fiz dela a morada desta dança. A morada como lugar mas também como direção e endereço. Danço tentando tocar o fora; estou virado para fora, eu e a minha dança. Assim estranho-me, estou tanto aqui, em cena, como ali, no meio do mundo do público. Estou, ainda, na fronteira que divide esses dois espaços de imaginação. Moverme insistentemente na direção do fora deformou o meu corpo, tornou-o nervoso, desastroso, saturado. Habitado, danço pensando que serei no fim desta dança um corpo a mais, um corpo qualquer. Antes de começar, um pedido: deixa-me olhar-te espectador, deixa-me contar-te que um dia eu tive todas as ideias.

Volmir Cordeiro

CIEL (c) Laurent Friquet
CIEL (c) Laurent Friquet
CIEL (c) Laurent Friquet
CIEL (c) Laurent Friquet

Coreografia e Interpretação : Volmir Cordeiro
Duração : 30’
Agradecimentos: Centre National de Danse Contemporaine d’Angers, Emmanuelle Huynh, Aymar Crosnier, Anne Kerzerho, Jennifer Lacey, Nuno Bizarro, Isabelle Launay, Claudia Triozzi, Valdete Cordeiro, Lia Rodrigues, Ana Kamozaki, Jamil Cardoso, Anne-Lise Le Gac, Anna Gaiotti, Ana Rita Teodoro, Carolina Campos, Mélanie Papin, Pauline Baillemont, Tidiani N’Diaye e Camila Cruz.
Com o apoio do Mestrado Essais do Centre National de Danse Contemporaine d'Angers, dirigida por Emmanuelle Huynh

Circulação :
ANGERS, França. 25 maio 2012, Le Quai, École Ouverte, Festival Jours Étranges.
BOURGES, França. 30 maio 2012, École de Beaux Arts de Bourges, Je fais ce que je fais, a partir de um convite de Claudia Triozzi.
RIO DE JANEIRO, Brasil. 9 e 10 de novembro 2012 Teatro Armando Gonzaga, Festival Panorama.
RIO DE JANEIRO, Brasil. 14 e 15 novembro 2012, Caixa Cultural, Teatro Nelson Rodrigues, Festival Panorama.
ANGERS, França.19 dezembro 2012, CNDC d’Angers, Diptyque Brésil, França
WEIMAR, Alemanha. 7 maio 2013, Festival Passage Recherche.
PARIS, França. 24 e 25 maio 2013, Théâtre de Gennevilliers, Festival TJCC (Direção Philippe Quesne)
ANGERS, França. 1 junho 2013, NTA, Samedi en Ville.
MONTPELLIER, França. 30 junho 2013, Schools, Festival Montpellier Danse.
RENNES, França. 20 e 21 novembro 2013, Musée de la Danse, Festival Mettre en Scène.
MARSEILLE, França. 29 e 31 janeiro 2014, Festival Parallèle, Komm’n’act.
BORDEAUX, França. 6 e 7 fevereiro 2014, Globe théâtre, Festival 30/30.
COMBOURG ET BAZOUGES-LA-PÉROUSE, França. 29 junho et 31 julho 2014, Extension sauvage
CAEN, França. 4 e 5 fevereiro 2015, CCN de Caen, Festival Danse d’ailleurs.
POTSDAM, Alemanha. 31 maio et 1 junho 2015, Fabrik.
BRUXELAS, Bélgica. 22 e 23 agosto 2015, Festival International des Brigittines.
VALENCIENNES, França. 20 novembro 2015, Espace Pasolini, festival NEXT.
LOUVAIN, Bélgica. 12 e 13 abril 2016, Stuk.
HAVANA, Cuba. 25 e 26 maio 2016, El Ciervo Encantando, Focus Danse.
PORTO, Portugal. 4 e 5 junho 2016, Museu Serralves, Serralves em Festa.
ZURIQUE, Suíça. 25, 26 et 27 agosto 2016, Zurich Theater Spektakel.
MONTRÉAL, Canadá. 4 novembro, Fonderie Darling, Exposição Délicat Pulse de Julie Favreau.
GAND, Bélgica. 29 abril 2017, Campo.
SÃO PAULO, Brasil. 8, 9, 10 setembro 2017, Sesc Belenzinho
PAU, França. 21 março 2018, Espaces pluriels.
PARIS, França. 5, 6 e 7 abril 2018, Centre Pompidou.